Facelift Lipoaspiração Prótese
Nariz (Onorplastia) Lipoenxeria Mamo. Repucois
Palpebra (Beflaroplatia) Abdome Mamosfera
Orelha Coxas Reconstrução
 




























 
 
 



Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Inicial

FISIOTERÁPICOS



Hoje muito se estuda e discute a respeito dos Fitoterápicos. Segundo a resolução do CFN 402/2007 fica regulamentado a prescrição destes pelo nutricionista, desde que seja na forma in natura fresca ou como droga vegetal nas suas diferentes formas farmacêuticas, como por exemplo em pó, cápsulas, gotas, chás e demais formas encontradas no mercado.

A fitoterapia possui uma grande interface com a Nutrição, uma vez que as plantas são comumente ingeridas nas mais diversas formas e apresentam finalidades terapêuticas e bioativas. Na prática clínica da nutrição, os fitoterápicos têm colaborado para melhora de quadros clínicos diversos.

Mas o que é fitoterapia?

A palavra Fitoterapia deriva do termo "phyton" que significa vegetal e "therapeia" que significa terapia. Desta maneira se caracteriza pela terapêutica que usa as plantas medicinais nas diferentes formas farmacêuticas. Segundo a resolução acima citada, fitoterapico é o produto obtido empregando-se exclusivamente matérias-primas ativas vegetais, que tenham conhecimento da eficácia e possíveis riscos do seu uso.

E o que são as plantas medicinais?

É todo e qualquer vegetal que possui, em um ou mais órgãos (folhas, caule, flores, raízes ou frutos), substâncias que podem ser utilizadas com fins terapêuticos.

Conheça alguns principais fitoterápicos e suas indicações.

Alho: utiliza-se o bulbo, sua indicação é no tratamento de hipercolesterolemia e expctorante;

Picão: muito utilizado pelas nossas avós no tratamento da icterícia. Realmente possui essa propriedade, utilizando-se as folhas na forma de chá. Não consumir na gravidez;

Capim santo: utiliza-se suas folhas em quadros leves de insônia e calmante suave;

Anis estrelado: seu fruto é utilizado como expectorante na forma de chá, porém não deve ser consumido por gestantes;

Camomila: suas flores são indicadas para o tratamento de quadros leves de ansiedade e calmante suave, além de atuar nas cólicas intestinais;

Espinheira santa: utiliza-se como infusão as suas folhas nos distúrbios da digestão como azia e gastrite, entretanto não deve ser consumido por gestante;

Melissa ou erva cidreira e maracujá: reconhecidos por sua propriedade calmante, entretanto não é indicado para pessoas com hipotiroidismo;

Guaraná: muito utilizado pela sua propriedade estimulante, sua semente quando triturada torna-se pó, porém não deve ser indicado para pessoas com ansiedade, hipertensão e problemas cardíacos;

Erva doce: seus frutos são indicados para distúrbios gastrointestinais, cólicas e como expectorante;

Romã: na casca é que contém a substância com propriedades de combater inflamações e infecções da mucosa da boca e faringe;

Chá Verde: Antioxidante e auxiliar de emagrecimento.

Cisteína: Suplemento Dietético.

Espirulina: Supressor de apetite.

Potássio Quelato: Controla contratilidade dos músculos esqueléticos, regula o balanço hidroeletrolitico, mantém a ritimicidade do batimento cardíaco, e é necessário para a função renal normal.

Entre outros .

Entretanto, para fazer o tratamento com fitoterápicos é importante que tenha o acompanhamento de um profissional de saúde uma vez que possuem propriedades farmacológicas e em alguns casos efeitos adversos à saúde. Portanto não deixe de consultar seu nutricionista e tire suas dúvidas a respeito dos fitoterápicos.

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player